Acupuntura
Acupuntura
Acupuntura
Acupuntura

Acupuntura

A palavra “acupuntura” vem do latim – acussignifica agulha e punctura significa puncionar. A acupuntura é um método terapêutico com origem na Medicina Tradicional Chinesa, que consiste na estimulação de pontos cutâneos específicos através de agulhas.

De acordo com a Medicina Tradicional Chinesa, essa estimulação tem a capacidade de regular o fluxo energético que é responsável pela fisiologia do corpo humano.

Conceito Oriental da Acupuntura:

A Medicina Ocidental define a acupuntura como sendo a estimulação de pontos específicos localizados na superfície da pele, que tem a capacidade de alterar diferentes condições fisiológicas e bioquímicas no corpo, a fim de se obter o efeito desejado.

Segundo a medicina moderna, os pontos de acupuntura são áreas de sensibilidade, nas quais são introduzidas agulhas para estimular diversos receptores sensoriais que, por sua vez, estimulam os nervos que enviam impulsos para o hipotálamo e para a hipófise, localizados na base do cérebro.

Está comprovado que o estímulo pela acupuntura pode liberar endorfinase neurotransmissores, aumentando assim a produção de neurotransmissores e neuro-hormônios, melhorando o fluxo sanguíneo e estimulando o sistema imunológico.

Efeitos e Indicações:

As endorfinas desempenham um importante papel no funcionamento do sistema hormonal, além de ser várias vezes mais potente que a morfina, daí a indicação e eficiência da acupuntura no tratamento de dores nas costas, artrites, infertilidade, etc.

Além de relaxarem o corpo, as substâncias liberadas pela acupuntura também atuam na regulação de serotonina no cérebro, pelo que muitas vezes a depressão é tratada com acupuntura.

Alguns dos efeitos fisiológiocos observados num tratamento contínuo com acupuntura são a redução de inflamações, o alívio da dor e espasmos musculares, além do aumento do número de células de defesa.

Tratamentos/Indicações:

  • Emagrecimento;
  • Recuperação pós-cirúrgica;
  • Tabagismo;
  • Celulite;
  • Problemas gerais (musculares, de coluna, digestivos, do sistema nervoso, circulatório e de ossos);
  • Insónias;
  • Depressão e ansiedade.