Osteopatia
Osteopatia
Osteopatia
Osteopatia

Osteopatia

A osteopatia é uma ciência holística, que trata o corpo humano como um todo. Pretende restabelecer o organismo e eliminar lesões, através de técnicas manuais e sem recurso a medicamentos. Poderá recorrer a um osteopata para prevenir uma possível patologia/disfunção ou para tratar algo já existente.

Uma ciência que cuida do seu corpo

Os osteopatas tratam a pessoa em vez da patologia, verificando-se assim resultados mais eficazes e permanentes, por isso, procuram encontrar e tratar a origem da patologia, em vez de eliminar apenas o sintoma. A osteopatia potencia os mecanismos de autorregulação e auto-cura existentes no organismo. O seu objetivo é restabelecer a mobilidade e o normal funcionamento de todo o corpo humano.

Para diagnosticar a origem da lesão/patologia é necessário um exame clínico, no qual Osteopata recorre a testes específicos, após os quais realiza o tratamento osteopático apropriado para restabelecer a mobilidade perdida e devolver o equilíbrio ao organismo.

Principais áreas de atuação da osteopatia

A Osteopatia abrange três ramos: estrutural, sacro-cranial e visceral.

  • Osteopatia Estrutural – A osteopatia estrutural pretende devolver a mobilidade, o movimento e o equilíbrio biomecânico ao sistema musculosquelético. São vários os fatores que podem causar uma disfunção, como traumas, quedas, posturas inadequadas, o que leva ao aparecimento de dor e limitação dos movimentos.
  • Osteopatia Sacro-Cranial – As articulações dos ossos do crânio e do sacro realizam micro-movimentos. Quando esses pequenos movimentos ocorrem e as estruturas não ficam corretamente posicionadas, podem surgir problemas no sistema sacro-cranial que poderão originar disfunções intelectuais, motoras ou sensoriais (como depressões, zumbido nos ouvidos, dores de cabeça, disfunções da ATM, entre outras).
  • Osteopatia Visceral – A osteopatia visceral elimina as tensões que ocorrem nos orgãos e vísceras, a que o corpo humano está sujeito. O seu objetivo é melhorar o movimento destas estruturas e permitir ao corpo recorrer aos seus mecanismos de autorregulação e auto-cura, fazendo com que estes funcionem com a máxima normalidade. Todo o ser vivo está em constante movimento, sendo que os mais importantes ocorrem dentro do organismo, como as contrações rítmicas do coração e do diafragma.

Um osteopata pode resolver os problemas do corpo e da mente

Após um período difícil, em que esteve exposto a diversas agressões, tanto físicas como psicológicas, deve consultar um osteopata, porque é nesses momentos difíceis que o corpo acumula tensões. Depois de ultrapassadas as dificuldades, é essencial libertar as tensões e voltar a ter a sua rotina normalizada.

A osteopatia pode ser uma ajuda eficaz nas seguintes situações:

  1.  Durante a gravidez, antes e depois do parto, para normalização da cintura pélvica.
  2. Na infância, quando ocorrem mudanças importantes na vida da criança, para as quais esta manifesta alguma dificuldade de adaptação.
  3. Após ocorrer um traumatismo, resultante de uma queda ou de um acidente de carro ou desporto.
  4.  Durante ou após um período de muito stress físico ou intelectual.
  5.  Quando sentir necessidade de realizar um tratamento para reencontrar o equilíbrio físico.

Qual a técnica utilizada pelo osteopata?

O osteopata utiliza técnicas manuais para entender as diferenças de movimentos nos tecidos, as tensões e desequilíbrios do corpo. Este profissional emprega técnicas manuais suaves e não invasivas para verificar o que não funciona corretamente no organismo.

A osteopatia, analisa as desordens anatómicas e funcionais, que se repercutem não só localmente, mas também em outras partes do corpo. Estas desordens estão relacionadas direta ou indiretamente com outros fatores patológicos, mas podem ser tratadas através de todas as técnicas de que esta terapia dispõe.

Os tratamentos de Osteopatia são uma solução eficaz para muitas dores.